Hoje é dia da  Poesia..  E nada melhor do que homenagear um maravilhoso  e brilhante poeta...

CACOS
Somos cacos de gente!

Somos cacos da gente que somos
Cacos da gente que queremos ser
Cacos do que um dia fomos
e os cacos que podemos ver.

Somos cacos de gente!

Como quebra-cabeça
somos pedaços mal encaixados
formando o inexplicável tipo de animal
chamado homem.

Esse que não é só o que nasce
mas o que fazem dele
mesmo que esse fazer
se disfarce
de sua íntima vontade.

Somos cacos de gente!

Somos cacos do todo que somos
e que nada mais é que cacos
Cacos de nomes
Cacos de gestos
de gostos
de atos
Também cacos de sentimentos mal arrumados.
do livro CACOS (Romário Gomes, 2008)

Um comentário:

Eliene Dantas disse...

Pois uma homenagem mais que merecida! Adoro Romário Gomes, esse é Fera!